Textos

200ª DE 500ªS REFLEXÕES: O QUE ESTAMOS PLANTANDO (?!) ...

Pode ser que alguém ainda não tenha pensado, mas, quer se pense ou não, SOMOS AUTORES E ATORES AO LONGO DA ESTRADA DA VIDA...

Lembro que há apenas algumas décadas, a maior parte das cidades do interior (aqui em Pernambuco), nem mesmo tinham coisas como luz elétrica o água encanada – As primeiras vezes que fui à cidade, no início dos anos de 1960, pude ver isso e muitas vezes ajudava em casa transportando água em um galão (duas latas de uns 18 litros, penduradas num sarrafo de madeira)...

NESSA ÉPOCA, TEMOS ENTRE AS COISAS SOB NOSSA RESPONSABILIDADE, LUTAR EM BUSCA DE UM MUNDO MELHOR – Certamente, DEUS nos concede essa oportunidade e, espera que cumpramos... temos as condições de construir uma sociedade menos desumana...

O QUE ESTANOS PLANTANDO??? – De alguma forma o que se pensa, se fala ou se faz é a semente que tem sido lançada no mundo onde estamos, não pense que nossa triste, pobre e podre sociedade seria fruto do acaso...

A REALIDADE NOS MOSTRA UMA SOCIEDADE SEM RUMO QUE RECLAMA MUITO E QUE PENSA POUCO - SENÃO, PODERIA ENTENDER QUE O QUE ESTÁ AÍ, NÃO É FRUTO DO ACASO, MAS colhe O QUE TEM SIDO PLANTADO – como está escrito na Carta de Tiago (Novo Testamento), não se pode colher da mesma fonte o que é amargo e o que é doce (Tiago 3)...

ASSIM, SERÁ PRECISO SEMEAR O QUE ESTÁ NA MENTE E GUARDAR NA MENTE COISAS QUE EDIFIQUEM... SERÁ A HERANÇA AOS QUE VIEREM APÓS NOSSA GERAÇÃO...

POR EXEMPLO: SE EXISTEM MUITOS ANIGOS DO ALHEIO (PESSOAS QUE SUBTRAEM O QUE SE TEM), COMO LEGISLADORES APRESENTAM LEIS QUE ESTIMULAM O BANDITISMO???

Lembro que no horário de almoço
ar ou de jantar a tevê que muita gente ver, cuida em alimentar as pessoas com notícias ruins, exemplo: diariamente, se fala muito em crimes, assaltos, violência... E, antes de dormir sempre teos filmes ou novelas que emporcalham a mente co possibilidades de pesadelos e sonhos ruins...
fchagass
Enviado por fchagass em 09/08/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr